Azia: Definição, Possíveis Causas e Tratamentos Caseiros

Azia: Definição, Possíveis Causas e Tratamentos Caseiros
Azia: Definição, Possíveis Causas e Tratamentos Caseiros
Gostou! Classifique

A azia (pirose) é um problema que atrapalha a qualidade de vida de um grande número de pessoas no Brasil e no mundo. Realmente, é difícil conviver com o fato de que a comida pode ser fonte de dor e desconforto em vez de proporcionar prazer e satisfação.

A boa notícia é que aquela queimação terrível no peito que sobe até a gargante pode ser tratada, em muitos casos, de forma caseira e sem a necessidade do uso de medicamentos.

Confira agora o que caracteriza a azia, porque ela ocorre e os tratamentos caseiros disponíveis.

Azia: definição e sintomas

A azia é exatamente a sensação de queimação ou dor que se irradia desde a parte superior do abdômen até a garganta, que surge como um “efeito colateral” do processo digestivo.

Algum tempo após se alimentar, a pessoa que sofre com o problema costuma experimentar outros sintomas, como: sentir a comida “voltar” do estômago em direção à boca (regurgitação); dor estomacal, grande desconforto abdominal e náuseas.

azia sintomas

Na verdade, a azia em si é um sintoma, decorrente da passagem do ácido estomacal (que tem a função de digerir os alimentos) para o esôfago. É o contato desse ácido com as paredes do esôfago que causa dor e sensação de queimação.

Então, surge a pergunta: por que o ácido do estômago atinge o esôfago, podendo chegar até a garganta?

Existe uma estrutura que funciona como uma espécie de válvula, o esfíncter esofágico, que se abre para a entrada dos alimentos no estômago, fechando-se em seguida para evitar que a comida e o suco estomacal “voltem”.

Quando essa válvula não funciona adequadamente, ocorre o refluxo do ácido gástrico, que provoca a azia.

Vale mencionar que a queimação recorrente pode ser um indicativo de diferentes problemas estomacais, desde gastrite até tumores.

No próximo tópico você conhecerá outros possíveis fatores que podem desencadear tal processo.

Azia: possíveis causas

Entre as possíveis causas dos episódios de azia, podemos incluir:

  • Ingestão de determinados alimentos.
  • Comer exageradamente (muito de uma só vez).
  • Estresse.
  • Uso de alguns medicamentos.

As mulheres grávidas costumam sofrer com a azia, mas o problema em geral desaparece depois do parto. Especialistas relacionam sua ocorrência durante a gestação à compressão dos órgãos do sistema digestivo, além das alterações hormonais.

Tratamentos caseiros para azia

Quando falamos em tratamentos caseiros para a queimação, as principais opções são mudanças nos hábitos alimentares, controle do estresse e o uso de um remédio natural, o chá de espinheira santa.

O tratamento caseiro para a queimação se relaciona diretamente à eliminação ou controle de suas causas.

A lista dos alimentos que devem ser evitados inclui:

  • Frituras.
  • Embutidos.
  • Café.
  • Bebidas alcoólicas.
  • Cebola.
  • Alho.
  • Pimentas.
  • Chocolates.

Comer pequenas porções por vez e mastigar bem os alimentos também pode ajudar bastante a evitar os episódios de azia.

Deve-se buscar igualmente controlar os níveis de estresse, seja através de atividades que proporcionem relaxamento e prazer, uso de chás calmantes ou mudando a forma de encarar as dificuldades do dia a dia.

Quando o problema tem relação com o uso de certos medicamentos (como a pílula anticoncepcional, por exemplo), só o médico pode indicar uma possível solução.

Chá de espinheira santa para azia

De uso consagrado na medicina popular para tratar problemas relacionados ao sistema digestivo, o chá de espinheira santa (Maytenus ilicifolia) é um remédio natural para a azia.

O chá dessa planta contém diferentes fitoquímicos, especialmente taninos e óleos essenciais, que exercem efeito cicatrizante e protetor sobre a mucosa estomacal e o esôfago, além de otimizar o processo de digestão.

remédio natural para a azia.

Veja agora como preparar o chá de espinheira santa. Utilize 30 gramas de folhas frescas da erva para meio litro de água. Leve a água ao fogo numa panela. Quando começar a ferver, acrescente as folhas, tampe a panela e desligue o fogo. Deixe o chá descansando com o recipiente tampado por 10 minutos. Espere esfriar e consuma. Recomenda-se beber até 3 xícaras por dia.

Seu uso não é indicado apenas para mulheres grávidas ou que estejam amamentando e crianças, salvo sob prescrição médica. Fora, estes casos, não há contraindicações.

Uma nova alternativa natural para o alívio da queimação resultante do refluxo pode vir do cajueiro, a árvore do caju. Pesquisas realizadas na Universidade Federal do Ceará identificaram na resina da árvore uma substância capaz de proteger o esôfago. Entretanto, novos estudos ainda precisam ser realizados. Mas não deixa de ser uma esperança.

Veja como melhorar a azia e a queimação no estômago.

A azia faz com que o ato de se alimentar seja motivo de sofrimento em vez de prazer. Como vimos, o problema é, na verdade, um sintoma, que por sua vez pode ter diferentes causas. Felizmente, em muitos casos é possível tratar a queimação modificando certos hábitos em relação à alimentação, controlando o estresse e com a utilização do chá de espinheira santa, um remédio natural. Por fim, é importante buscar ajuda médica caso os episódios sejam frequentes e o tratamento caseiro não surta efeito.

Posts Relacionados

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.