Transporte de animais – Conheça as regras

ANÚNCIO

Algumas pessoas querem levar seu animal de estimação na viagem, mas não sabem os meios mais seguros. Independente transporte escolhido, seja carro, ônibus ou avião é preciso estar atento a segurança e bem-estar deles. 

De modo geral, a regra é que, para aqueles que serão transportados em carros, estejam no banco de trás, na cadeirinha, ou com cinto de segurança, para os maiores. Esse adereços podem ser encontrados em lojas de acessórios para Pets em geral. 

ANÚNCIO
animais
Fonte: reprodução/internet

Como transportar um animal de estimação? 

A legislação atual impede que o transporte de animais seja feito no colo do motorista ou mesmo na parte externa do veículo, assim como é proibido que as pessoas coloquem os braços para fora do veículo. São normas pensadas para garantir a segurança dos ocupantes do carro e do animalzinho também.

O nosso intuito nesse texto, é dar algumas dicas para auxiliar no processo de transporte dos animais de estimação. São dicas para diversos tipos de transporte que estão presentes no nosso dia a dia. 

Transporte no carro

Entre as recomendações do Procon, está a de transportar esses animais utilizando uma caixa, para os pequenos e um cinto de segurança no banco de trás para os de porte maior. Uma regra importante é que independente de qual seja o seu animal, não é seguro colocá-lo com a cabeça para fora do carro. 

ANÚNCIO

Transporte no ônibus

A viagem de ônibus exige algumas regras a mais, como, por exemplo, a apresentação de um atestado que comprove que o animal têm boas condições de saúde. Além disso, o animal deve ser transportado dentro de um dispositivo apropriado para sua segurança, como uma gaiola ou caixa. 

Para isso, o dono deverá pagar uma passagem extra para que possa transportá-lo ao seu lado. Observe que para quem possui cão-guia, não é necessário pagar pelo transporte. Consulte a empresa de ônibus para saber quais as regras para o transporte de animais.

Transporte no avião

No caso das viagens aéreas, o transporte de animais é cobrado à parte. O dono precisa reservar sua passagem com antecedência, pois alguns voos acabam limitando a quantidade de animais que podem ser transportados. 

O transporte de avião também exige que seja apresentado um atestado de saúde, comprovando que todas as vacinas estão atualizadas. O bichinho de estimação, deve ser transportado em compartimento fechado e revestido com um material que possa conter e absorver urina e fezes, evitando vazamento durante o transporte.

Cada companhia aérea possui um regulamento próprio de transporte. Por isso, é importante consultá-lo antes de realizar sua compra. Existe ainda uma cartilha de bagagem da Anac – Agência Nacional de Aviação Civil, em que consta orientação para o transporte de animais.

Em caso de viagem internacional, o animal deve passar por uma consulta com um veterinário do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. É interessante que o dono do bichinho, obtenha informações sobre as regras federais do país de destino para evitar que ocorra problemas na hora do desembarque.

De uma maneira geral, mantenha sempre a saúde e a documentação do seu pet em dia para o seu bem estar e do animal, além de facilitar o transporte do seu animal quando for necessário. 

ANÚNCIO