Falta de perdão pode ocasionar um enfarte

ANÚNCIO

Guardar rancor e ter dificuldades para liberar perdão pode ser algo que vai muito além do de um simples orgulho. Recentemente, uma pesquisa comprovou que aqueles que conseguem perdoar, podem ter benefícios para a saúde emocional e a sua relação com o desenvolvimento de eventos cardíacos como o enfarte, podem ser bem menores do que as de pessoas rancorosas. 

perdão

Durante a pesquisa, algumas pessoas responderam a dois questionários, que tinham por objetivo avaliar a disposição para o perdão de cada um dos candidatos. Questões como espiritualidade e religiosidade também foram levantadas. Além disso, os participantes também responderam sobre o histórico de depressão e níveis de estresse. 

ANÚNCIO

Desenvolvimento de doenças cardiovasculares 

A pesquisa citada, foi realizada pelo 40° Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. Entre os 130 participantes, 65 não tinham histórico de doenças cardiovasculares e os outros 65 já tinham sofrido um enfarte. No primeiro caso, 65% dos pacientes que tiveram um enfarte disseram no questionário que não estavam dispostos a perdoar. 

Essas estatísticas tinham por objetivo, comprovar que os níveis de incidência para o enfarte em pessoas que costumam guardar rancor sobem consideravelmente se comparado com pessoas que têm essa facilidade 

Fatores de risco 

Pessoas com questões emocionai pendentes estão cada vez mais suscetíveis a sofrerem um enfarte. Segundo especialistas, sensações de raiva, amargura e estresse estão intimamente ligadas à inflamação sistêmica e liberação anormal de hormônios como adrenalina e cortisol, por exemplo. 

ANÚNCIO

Formas de prevenção 

Se você já passou por um enfarte que ocorreu devido ao excesso de estresse ou mesmo por reter muitos sentimentos ruins, o recomendável é fazer um acompanhamento médico multidisciplinar, pois, além do tratamento com um cardiologista, será necessário fazer um acompanhamento com um psicólogo, e assim trabalhar formas de liberar essas tensões que acabam sendo completamente prejudiciais à saúde

Além disso, medidas como o combate ao sedentarismo, dieta equilibrada e praticar atividades prazerosas, podem ser muito importantes nesse processo

ANÚNCIO