Bolsa família – Entenda como funciona

Criado no início de 2014 o Bolsa Família é um programa de transferência do governo que contribui para o combate à pobreza. O principal objetivo é alcançar aqueles que se encontram em situação de extrema pobreza, e assim contribuir para a redução da desigualdade social. Assim como o Bolsa Família, existem outros programas sociais criados pelo Governo Federal, como o Minha Casa Minha Vida, Tarifa Social de Energia Elétrica, Bolsa Verde e ID Jovem.

Para ter acesso ao Bolsa Família e aos demais programas sociais do Governo, é necessário o cadastramento no Cadastro Único. Através dele o Governo Federal, estados e municípios têm acesso a algumas informações como, onde a família mora, quantos membros constituem a família, renda bruta entre outros. Após o cadastramento no Cadastro Único, o próprio programa irá identificar aqueles que se encaixam no programa.

Como me cadastrar no Cadastro Único

O Cadastro Único é o primeiro passo para ter acesso aos programas do governo, assim como o Bolsa Família. Existem duas formas de realizar o cadastramento de sua família, uma delas é através das visitas periódicas realizadas pelos municípios a famílias de baixa renda, a outra é através do CRAS – Centro de Referência de Assistência Social da sua cidade. Toda cidade tem uma unidade, para saber onde está localizada a de seu município, entre em contato com a prefeitura.

Para fazer o cadastro é necessário ter um responsável pela família que faça parte da família, more na mesma casa e tenha no mínimo 16 anos. 

Após o cadastro, a família tem que manter o mesmo atualizado sempre que a situação familiar demonstrar mudanças, como por exemplo, o nascimento de uma criança, algum membro empregado e etc. Lembrando que o benefício pode ser cancelado caso as informações não sejam atualizadas em até 24 meses. 

Documentos necessários 

No CRAS o membro responsável pela família deve levar consigo os documentos próprios e de todos os familiares que moram na casa. Estes são:

  • RG;
  • CPF;
  • Título de Eleitor;
  • Certidão de nascimento ou de casamento;
  • Carteira de Trabalho;
  • Comprovante de endereço;
  • Comprovante de matrícula escolar de crianças e adolescentes ou o nome da escola onde essas crianças ou adolescentes estudam;

Cadastro Único para o Bolsa Família

Ao realizar o Cadastramento da família no Cadastro Único, o membro responsável deverá solicitar a inclusão no programa. Há uma entrevista em que serão analisados os dados registrados, com isso, será possível identificar se a família está apta a fazer parte do benefício.

O Bolsa Família, conta com diversos benefícios, que varia de acordo com a quantidade de crianças e adolescentes, jovens, gestantes e nutrizes integradas a família.

Alguns desses Benefícios, são:

  • Benefício Básico;
  • Benefício Variável vinculado à criança ou adolescente;
  • Benefício Variável a Gestante;
  • Benefício Variável a Nutriz;
  • Benefício Variável Vinculado ao Jovem;
  • Benefício para Superação da Extrema Pobreza na Primeira Infância;

Após o cadastramento, a família deve esperar o cartão chegar em sua residência junto com o calendário de pagamentos e um folheto com diversas informações sobre o programa. A família também receberá informações sobre onde e como a senha poderá ser cadastrada e como sacar o valor.